Bioestimulador de Colágeno

Bioestimuladores são substâncias que estimulam a produção de colágeno quando injetadas em determinadas camadas da pele. Podem ser utilizados para reposição de volume a longo prazo e diminuição da flacidez. As substâncias mais utilizadas para este fim são:

  • Hidroxiapatita de Cálcio – Radiesse
  • Ácido Poli-l-lático – Sculptra
  • Policaprolactona – Elansé
  • Fios de PDO

O objetivo principal destes produtos não é o preenchimento, mas sim a bioestimulação decorrente da ação estimulatória nos fibroblastos, células que produzem as fibras colágenas. O Radiesse e o Elansé também podem ter efeito preenchedor.

Mais colágeno na pele significa uma pele mais firme, menos flácida. E essa firmeza melhora o aspecto geral da face de forma muito natural e delicada.

A degradação do colágeno no organismo humano ocorre naturalmente a partir dos 30 anos de idade com perda aproximada de 1% ao ano. Exposição solar excessiva, exercícios físicos intensos, poluição e tabagismo podem acelerar este processo. Os principais sinais clínicos decorrentes deste fenômeno são: flacidez, perda de volume, elasticidade e hidratação natural da pele. A perda óssea que ocorre na face também contribui para um aspecto de envelhecimento mais evidente e pronunciado.

A aplicação de bioestimuladores promovem a formação de novo colágeno proporcionando uma recuperação  da firmeza perdida ao longo dos anos e uma melhora na qualidade da pele.

Dúvidas Frequentes

É uma substância que, ao ser injetada na pele, provoca uma leve ação inflamatória com o objetivo de estimular a produção de colágeno – responsável pela firmeza e sustentação da pele. Logo, ela trata a flacidez dos tecidos e promove o rejuvenescimento da pele.

Dentre as substâncias que podem ser utilizadas, a que vem demonstrando mais eficácia é o ácido poli-L-Láctico. Apesar de ainda novo no Brasil, já é utilizado na Europa para fins cosméticos desde 1999 e nos Estados Unidos para restaurar o volume facial de portadores de HIV desde 2004.

A aplicação é feita da mesma forma que outras substâncias muito conhecidas, como Botox. São utilizadas seringas, que são inseridas na parte do corpo a ser tratada, mediante a aplicação de anestésico tópico de 30 a 60 minutos antes.

Como o bioestimulador de colágeno é biocompatível, reabsorvível e imunologicamente inativo, não gera qualquer tipo de reação alérgica ao paciente. Isso significa que, quando aplicado, será absorvido sem causar riscos à saúde.

A melhora da aparência da pele fica evidente a partir da segunda sessão e o colágeno produzido através do procedimento segue ativo por até 2 anos. Além disso, os resultados são naturais e não deixam qualquer tipo de machucado na pele ou provocam alteração no organismo.

  • Tratamento para Rugas
  • Preenchimento de áreas fundas, especialmente que apresentam flacidez 
  • Suavização de linhas de expressão 
  • Preenchimento de Sulco Nasogeniano (bigode chinês) e labiomentual (marionete) 
  • Correção de cicatrizes de acne ou catapora 
  • Preenchimento do dorso das mãos, colo e pescoço 
  • Flacidez corporal (região abdominal, glúteos, coxas e braços) 
  • Celulite

O ácido poli-L-Láctico é indicado para melhorar a flacidez cutânea devido ao processo natural de envelhecimento e corrigir o volume de áreas comprimidas, como:

  1. Sulcos;
  2. Rugas;
  3. Cicatrizes.

Para tratamento facial, é indicado para quem quer melhorar a estrutura da face, contornos, firmeza e qualidade da pele (viço, brilho, reflectância). 

O bioestimulador de colágeno oferece benefícios específicos de acordo com a parte do corpo tratada. São eles:

  • Braços: Reduz a flacidez e o enrugamento da pele;
  • Abdômen: Promove a firmeza da pele, especialmente em casos pós-operatórios ou depois do parto;
  • Coxas: Ajuda a reduzir a flacidez da sua parte interna, melhorando a firmeza e contorno;
  • Glúteos: Além de minimizar a flacidez, corrige desníveis e melhora o aspecto da celulite.

É importante frisar que o número de sessões necessário é proporcional à gravidade da flacidez e outros tratamentos podem ser associados para potencializar os resultados.

Além disso, também é válido ressaltar que pode demorar até 3 meses para ver o resultado do tratamento que atinge seu pico de ação entre 6 a 9 meses depois da primeira sessão.

Bochechas, Mandíbula, Queixo, Têmporas e Pescoço. Os fios de PDO podem ser aplicados na face toda, inclusive nas pálpebras inferiores e nos códigos de barra.

O processo de aplicação é semelhante a qualquer outro preenchedor injetável. Depois de identificar as áreas que precisam, será realizado série de injeções, sem dor e sem agulha, tudo feito com cânula.

Os protocolos de tratamento sugerem de uma a três sessões mensais, com manutenções anuais. Dependendo do grau de flacidez o número de sessões será definido. Peles mais jovens geralmente uma sessão já traz uma melhora e serve como prevenção. Peles mais maduras geralmente necessitam de mais sessões e de tratamentos combinados.

Eles auxiliam na recuperação sutil do volume facial, reduz as rugas e marcas de expressão e melhora a flacidez das regiões onde foi aplicado. Seus efeitos são graduais e duradouros, pois o organismo continua a produzir o colágeno até 6 meses após o tratamento. O resultado é um rejuvenescimento e uma recuperação natural dos contornos da face.

Os efeitos são percebidos em 4/6 semanas após a primeira sessão com resultado final após 3 meses.

As sessões devem se repetir a cada 30/60 dias e o número de sessões varia de 1 a 3.

 

Se você ainda possui alguma dúvida sobre Bioestimuladores, clique no botão abaixo para falar direto por WhatsApp.

 

Entre em contato e marque sua consulta:

(31) 9 9510-9439

Centro Técnico:
Rua Grécia, 54 – Eldorado – Contagem – MG